Sábado, 15 de Maio de 2021
Assistência Social
Caminhão de rama de mandioca para atender os Assentamentos do Dois Irmãos do Buriti.
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 01/04/2021

O Prefeito Municipal do Município de Dois Irmãos do Buriti Wladimir de Souza Volk (Japão) juntamente com o Secretário de Agricultura de José Menezes recebeu na data de hoje (01/04/2021) um caminhão de rama de mandioca para atender os Assentamentos do nosso Município.

Seguindo todos os protocolos de bio segurança contra o Covid-19, o Prefeito Japão da inicío ao Projeto da Fecularia em nosso Município.

Em suas palavras Japão acredita que está dando o ponta pé inicial, pois com a chegada destas ramas, os produtores já vão ter condições de iniciar o plantio, e a Secretaria de Agricultura vai auxiliando. Quando a fecularia ver a rama já plantada, acelera o processo finaliza.
A Prefeitura de Dois irmãos do Buriti fez nesta quinta-feira a entrega de ramas de mandioca para agricultores familiares do assentamento. Coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, por meio da Superintendência de Agricultura Familiar, a iniciativa faz parte do projeto “Introdução da cadeia produtiva da mandioca”.



O Secretário de Agricultura Jose Menezes, diz que está muito entusiasmado com a chegada dessa carga, e ainda explica que no decorrer do ano virão mais cargas, fomentando a agricultura familiar e gerando renda para os plantadores.

A carga recebida hoje, irá atender cerca de 15 a 20 agricultores, e que estas ramas são para fazer mudas, para que no começo de 2022 o Projeto da Fecularia estará completo finaliza o Secretário Ze Menezes. “A Prefeitura, por meio da Superintendência, vai garantir apoio com o acompanhamento do plantio, crescimento, combate às pragas. Tudo isso com técnicos do Município. Esse projeto tem o objetivo de iniciar a cadeia produtiva da mandioca de mesa no município, a mandioca de mesa que é a mais plantada na região, principalmente nos assentamento. Há um potencial produtivo para essa variedade na região e trabalhamos para promover a cadeia produtiva no sentido de levar essa mandioca, já beneficiada, pra os estabelecimentos comerciais do município dos agricultores familiares dos assentamentos.
Mandioca – BRS 396
Mandioca de mesa de polpa amarela com alto teor de betacaroteno (precursor da vitamina A). Alcança produtividade de até 50 toneladas por hectare, devendo ser colhida de sete a doze meses após o plantio. Por ter uma arquitetura pouco ramificada, os tratos culturais são favorecidos. A colheita também é facilitada em função da disposição horizontal da maioria das raízes, o que favorece o arranquio e despenca, ademais a cultivar apresenta raízes uniformes, o que facilita sua comercialização. Com reduzido tempo para cozimento, sua massa das raízes quando cozida apresenta textura farinácea, sabor característico e ausência de fibras, características culinárias consideradas positivas. Além destas características, a cultivar apresenta moderada resistência à bacteriose e ao superalongamento. A cultivar é recomendada para o Distrito Federal e Entorno bem como para os Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, sendo mais indicada para o plantio em solos de média a alta fertilidade. Com informações do site da Embrapa.



Por: ASSESSORIA IMPRESSA
Comentários
veja também
Cidades em rede
Rede News Online 2011 - 2021 © Todos os direitos reservados