Quarta, 21 de Novembro de 2018
CAMPO GRANDE
No Dia de Finados, saudade, apoio e oportunidades de renda extra levam milhares a cemitérios
via Redação MGS News em 02/11/2018
“O amor verdadeiro é assim, ele não morre. Ela pode ter falecido, mas o amor não se apaga. Eu venho visitá-la todos os dias e eu sinto como se fosse ontem que a perdi”, fala o pedreiro Davi Silva, de 69 anos, sobre a esposa falecida em 2016, aos 57 anos. Pensativo, ele estava sentado sob o túmulo da família, no Cemitério Santo Amaro, o maior da Capital, quando foi abordado pela reportagem.

Silva chegou cedo ao local, sozinho, acompanhado dos próprios pensamentos. Mostrou o túmulo que ele mesmo construiu, no qual descansam, ainda, pai e mãe. “Somente o mármore eu pedi para fazerem, o resto fui eu mesmo”, conta, antes de reafirmar que diariamente visita o espaço.

Assim como Davi Silva, milhares de campo-grandenses dedicam esta sexta-feira (2), Dia de Finados, para visitar entes queridos que já faleceram. A estimativa da Prefeitura é que cerca de 170 mil pessoas desloquem-se aos três cemitérios municipais ao longo do dia, levando não só a saudade, mas orações, apoio e também a oportunidade de uma renda extra.

Por: REDAÇÃO

Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 4 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0