Quarta, 19 de Setembro de 2018
PF
PF cumpre mandados de prisão e apreensão na casa de políticos em MS
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 12/09/2018

A PF (Polícia Federal) cumpre 14 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (12), em Campo Grande. As informações iniciais são de uma investigação sobre suposto recebimento de propinas da JBS, empresa dos irmãos Batista, que fizeram delação premiada explicando suposto esquema em Mato Grosso do Sul.

Um dos mandados será cumprido na casa do deputado estadual Zé Teixeira (DEM) e outro na casa do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

A delação

Em depoimento para a PGR (Procuradoria-Geral da República), o empresário Wesley Mendonça Batista, um dos delatores da JBS, detalha suposto esquema de pagamento de propinas em troca de incentivos fiscais que teria ocorrido em Mato Grosso do Sul. Segundo a confissão realizada em 4 de maio de 2017, o conluio começou com Zeca do PT, passando por André Puccinelli (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB).

“Mato Grosso do Sul é um esquema de benefícios fiscais para a redução da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Esse esquema começou quando o Zeca do PT foi eleito, não me recordo a data, no início de 2000 por aí, se não me falha a memória. Começou com ele esse esquema conosco, de pagamento de propina em troca de redução da alíquota do ICMS no Estado”, declara.

Por: Diana Christie e Vinícius Squinelo
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 8 usuários online - Páginas visitadas hoje: 1475