Quarta, 21 de Novembro de 2018
Dourados
Dourados alcança meta de vacinação contra a pólio e o sarampo
via Redação MGS News em 06/09/2018
O município de Dourados alcançou a meta da cobertura vacinal no contexto da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo 2018. Conforme dados do Departamento de Vigilância em Saúde, setor da Secretaria Municipal de Saúde, da Prefeitura de Dourados, a vacinação contra a pólio alcançou 95,69% e contra o sarampo, 95,22%. O informe técnico do Ministério da Saúde estipulava a meta de 95% para ambos os casos.

Assim, no balanço da microrregião de Dourados, das 12.950 crianças esperadas para receber a vacina, 12.392 foram vacinadas contra a pólio e 12.331 contra o sarampo. “Graças a um esforço importante do setor que esteve empenhado nesta semana recente para que a meta fosse alcançada”, disse Edvan Marcelo Morais Marques, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde.



A Campanha encerrou na sexta-feira, 31 de agosto, mas foi prorrogada em Dourados. Na quarta-feira passada (29), a vacinação contra essas doenças no município tinha atingido 79%. Todos os dados consultados são disponibilizados pelo Ministério da Saúde nos chamados “Gotômetro” e “Vacinômetro”.

“A população procurou a vacinação e fez parte deste momento de intensificação, alcançando a meta, além das equipes nas unidades básicas de saúde, que trabalharam incansavelmente, coordenados pelo departamento de vigilância em saúde e o de atenção básica. A todos os parabéns”, disse a prefeita Délia Razuk, que tem como marca da gestão a estruturação de ações na busca de atingir a meta de vacinação em todas as campanhas.

A dose contra poliomielite deve ser dada a crianças aos dois meses, quatro meses e seis meses de vida e, posteriormente, na idade de um ano e três meses. No caso da vacina de sarampo, devem receber as doses, crianças com um ano de idade (tríplice viral) e com a idade de um ano e três meses a dose tetra viral.

“Dourados está de parabéns porque atentou ao alerta do Ministério da Saúde sobre a preocupação quanto ao retorno de casos de pólio, doença que é considerada extinta no país, já que em outros países existem casos”, destacou Edvan Marcelo.

No caso do sarampo, há registro da doença neste ano no Amazonas, Roraima, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco e no Pará, consolidando o alerta e a importância para a imunização.

Por: Assecon

Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 3 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0