Quarta, 19 de Setembro de 2018
Dourados
Sem asfalto, moradores sofrem com poeirão ou lamaçal
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 13/08/2018

“Aqui a gente vive ou na lama ou na poeira”, disse moradora do Jardim Guaicurus, bairro localizado na região Sul de Dourados durante visita da reportagem comunitária do Jornal Dourados News na manhã desta segunda-feira (13). Jaqueline Benitez Ximenes, 33, mora há cinco anos no bairro e relatou as dificuldades da falta de asfaltamento na região.

“Nos dias sem chuva foi difícil. Muita poeira, criança doente o tempo todo, dificuldade de atendimento no posto. É difícil essa vila aqui. O asfalto pelo visto só vai sair no próximo prefeito”, desabafou a moradora.

Ela lamentou que durante períodos eleitorais ‘chove’ promessas, mas com mandato em execução o retrato mesmo é de abandono.

“Fora a saúde, o aumento na conta de água também prejudica as economias da casa né. Tem que limpar tudo, tacar água nas calçadas e lavar roupa todo dia também por causa do bebê. É complicado”, disse.

A reportagem ouviu populares no bairro e nota-se que a maior dor do povo que mora naquela região é de fato a falta do asfalto, e os impactos não se limitam a saúde. O risco de acidentes aos ciclistas e motociclistas aumentam, seja pela buraqueira ou por causa do lamaçal, e também as economias das famílias acabam prejudicadas.

“É muito difícil viver nessa poeira, principalmente eu que vivo doente. Fui operada no coração e direto fico com falta de ar. Tudo por causa dessa terra”, contou a idosa Laura Magalhães da Luz, de 66 anos. Ela e o esposo Assis Ferreira da Luz, 79, moram há sete anos na Rua G13.

O dia a dia da dona Laura é resumido em limpeza. Ela contou que passa o dia mantendo a casa o mais livre possível da poeira. “A casa vive fechada direto. Tem que colocar pano nas portas, porque é abrir e a terra toma conta”, relatou a douradense.

Na hora do casal dormir é outra força-tarefa para manter o ambiente úmido com toalhas molhadas e bacias com água embaixo da cama.

Questionada sobre o que os idosos esperam do poder público, principalmente por ser um ano eleitoral, dona Laura foi enfática. “A gente não acredita mais. Porque um promete uma coisa, outro promete outra e passa o tempo e não se faz nada. A gente simplesmente não acredita mais”, afirmou.

Algumas quadras a frente encontramos a dona Maria de Lourdes Nascimento de 62 anos. A casa dela fica na Rua Duílio Aloi e em dias de chuva a douradense contou que é impossível sair de casa.

“Isso aqui vira um verdadeiro rio. Ninguém nem consegue sair por causa da enxurrada”, relatou.

Ao trafegar pelo bairro é possível ver alguns pontos pavimentados, porém, a impressão é de obra inacabada. A dona Maria de Lourdes lamentou isso dizendo que, “começa a fazer e logo já para. Faz tanto tempo que estão mexendo ali [rua que passa na esquina da casa] e nunca sai nada”.

Para outro morador, Cícero Canudo do Nascimento, 60, as condições da rua que mora não se comparam nem a “fundo de fazenda”. O douradense lamentou o abandono do poder público.

“O asfalto aqui é devagar. Começa, para e só volta depois de um ano”, contou. Sobre a expectativa com a atenção do poder público Cícero disse não saber de fato o que esperar.

“Cada um que entra lá é pior que o outro”, disse.

OUTRO LADO

A reportagem do Dourados News falou com o secretário de obras da Prefeitura de Dourados, Tahan Sales Mustafa. Ele contou que há equipes realizando obras de pavimentação nos trechos próximos ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

Além disso assegurou que um montante de R$ 592 mil fruto de emenda parlamentar já está licitado para investir no bairro.

“Os moradores podem ficar tranquilos, tem mais coisa pra fazer no Guaicurus. Já tem meio milhão licitado faltando apenas a homologação do resultado para aplicação naquela região”, disse.

Tahan também ressaltou que estão sendo feitas tratativas para incluir o trecho em que está instalado o Posto de Saúde do bairro dentro do pacote de obras de asfalto.

Por: REDAÇÃO
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 3 usuários online - Páginas visitadas hoje: 1281