Domingo, 16 de Dezembro de 2018
FARRAS DIARIAS
Vereadores gastaram mais de R$ 2 mil em diárias para receber “prêmio” de instituto investigado MP
Imagem: assessoria
Publicado em 06/08/2018

Os vereadores Sérgio Nogueira (PSDB), Daniela Hall (PSD) e Marçal Filho (PSDB) receberam reconhecimento de parlamentares “mais atuantes” em Dourados pelo Instituto Tiradentes, investigado por suposta fraude pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Uma reportagem do Fantástico divulgada na noite de domingo (05) revelou suposto esquema de compra das certificações.

Segundo apontado na reportagem, o Ministério Público não identificou critérios para seleção dos melhores agentes públicos. Para o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dalazzen, o esquema funciona como ‘ganha quem paga’.

Em Dourados, o ranking de maior atuação teve em primeiro lugar a vereadora Daniela Hall (PSD), seguido por Marçal Filho e Sérgio Nogueira, ambos do PSDB.

A presidente e o vice da Casa de Leis douradense teriam sido condecorados em novembro do ano passado durante solenidade do 120° Seminário Brasileiro de Prefeitos, Vice-Prefeitos, Vereadores, Procuradores Jurídicos, Controladores Internos, Secretários e Assessores Municipais em Goiânia (GO). Marçal filho não foi à solenidade.

No Portal da Transparência da Câmara de Dourados é apontado custo de R$2.295,00 pago em diárias para que os parlamentares pudessem ir até o seminário.

COMO É FEITO A ESCOLHA?

Formalmente, o Instituto alega fazer as escolhas dos “melhores agentes públicos” através de ligações telefônicas aos munícipes, onde são apresentados o questionário e o nome de todos os parlamentares, sendo feita via telefone mesmo a seleção do “mais atuante”.

OUTRO LADO

Procurado pelo Dourados News, Sérgio Nogueira afirmou desconhecer qualquer fraude apontada contra o Instituto Tiradentes na reportagem exibida pelo Fantástico. Ele ainda ressaltou que não houve nenhum tipo de contato antecipado com seu gabinete para negociação de premiação.

“Na época foi normal pra mim receber a indicação. Se isso ocorre em outros estados aí já não sei, mas eu não tive que fazer nenhum investimento para esse reconhecimento”, afirmou o vereador.

Sérgio garantiu que a diária investida por ele e pela presidente da Casa Daniela Hall foi referente a um curso junto a procuradores da Justiça realizado pelo Instituto.

Marçal Filho — O vereador eleito com maior número de votos em Dourados, Marçal Filho, disse que ficou sabendo da indicação informado pelo colega Sérgio Nogueira na Tribuna da Casa de Leis.

“Eu ouvi isso na tribuna, mas nunca recebi papel nenhum. Eu não recebi nada”, garantiu Marçal. Ele afirmou desconhecer o evento e disse que não foi convidado também para o seminário.

“Eu não fui convidado e mesmo se fosse não iria até lá porque não acredito nessas pesquisas. Para essa afirmação eles teriam que me provar essas pesquisas”, finalizou o parlamentar que não esteve no seminário.

Daniela Hall — Questionada pelo Dourados News, a presidente da Câmara afirmou que não foi feito nenhum investimento para conquista da condecoração, a não ser o das diárias.

“Nós ficamos sabendo da escolha através de uma carta informando que havíamos sido escolhidos e só isso”, disse.

Ela garantiu que o objetivo da viagem seria o seminário citado por Sérgio Nogueira e que ao final foram feitas as indicações.

DIÁRIAS E PASSAGENS

Ao acessar o Portal da Transparência da Câmara de Vereadores, nota-se muitos registros a seminários e congressos de vereadores ao qual os parlamentares de Dourados estão sempre presentes.

Especificamente no caso da viagem ao seminário em Goiânia fica em dúvida quais benefícios de fato são adquiridos a Dourados levando em consideração que o evento reuniu juristas e legisladores para uma capacitação, uma espécie de curso que segundo os próprios vereadores Daniela e Sérgio foram baseados em palestras.

Além disso, após essas instruções junto a Procuradoria de Justiça, Tribunal de Contas do Estado de Goiás e outros agentes, foi realizada a promoção individual aos participantes.

Durante a entrevista ao Dourados News nesta manhã, o vereador Marçal Filho destacou que considera “desnecessário” o uso de diárias por parte dos parlamentares. Em relação a viagens fora do Estado, Marçal não vê utilidade de fato ao município.

“Não há relevância nenhuma para a população eu ir a Goiânia, então como é que vou pegar uma diária que é dinheiro do povo pra tratar de um assunto que não diz respeito a Dourados?”, cutucou.

Instituto Tiradentes — O Dourados News procurou o Instituto Tiradentes para esclarecimento sobre:

• método de pesquisa aplicado em Dourados para condecoração dos parlamentares;

• como foram realizados os contatos aos parlamentares;

• porque Marçal Filho não recebeu carta de convite ao evento como aconteceu com a presidente e o vice da Casa de Leis douradense.

Porém, até a conclusão deste material a reportagem não obteve retorno.

Por: Vinicios Araújo
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 17 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0