Domingo, 18 de Agosto de 2019
coluna Radar
Bere do DST é crucificada como gestora após CRM notificar ex-prefeito em hospital
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 12/08/2019

REINVENTA A RODA - Burro cor-de-rosa arrotou a Coluna que a raiva de certo diretor-técnico do Hospital da Vida de Dourados contra a Secretaria de Saúde orquestrando greves e teatros protagonizados por vereadores ligados a um ex-deputado federal é movida por inúmeras variantes! Em especial pelo fato do mesmo desde 2018 ser acostumado prestar depoimentos em apartes na defesa de amigos, numa dessas ocasiões sem a autorização do então secretário da pasta Renato Vidigal ou chefia-imediata que seria a gestora municipal, onde o dito cujo falou em nome da Administração num processo ético do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM-MS).

FALSO TESTEMUNHO – Os ataques contra a pasta começaram quando o tal diretor-técnico foi depor em dezembro passado como testemunha de defesa de outro amigo médico, um clínico geral que é ex-prefeito, este que adora dar atestados aos mais chegados para dispensa laboral dentro das Unidades de Saúde sem possuir especialidade nas áreas afins, foi denunciado em 2016 no Conselho da categoria por eventualmente incorrer ao crime de falsificação de documento público previsto no art.297 Código Penal, ao preencher nas dependências de hospital “de urgência e emergência” uma guia de internamento favorecendo uma amiga pessoal, que era curadora de um suposto paciente psiquiátrico.

INDUZIDO AO ERRO - Segundo o burro, o médico foi “induzido” ao erro ao tentar ajudar a “colega” num pedido judicial de internamento compulsório contra seu próprio irmão, da qual a moça era responsável pelo saque de uma pensão por morte da genitora e inventário de imóveis. Assim o profissional nas dependências do Hospital da Vida foi abordado por familiares do suposto aposentando noticiando que ele estava com surtos por conta de ingestão de entorpecentes!

AMIGA DOS REIS – Atendido de pronto o pedido, pois partiu da tal curadora do “surtado” que atualmente é assessora parlamentar na Assembleia Legislativa, na época era líder comunitária quista, foi inclusive candidata a vereadora, e a mesma entre 2014/2016 estava coincidentemente lotada em cargo de confiança como gerente de núcleo na Junta de Serviço Militar do Gabinete do Paço Municipal, mas curiosamente dava expediente no Departamento de Acolhimento da Fundação de Saúde sem resolução específica a designando/cedendo-apara o referido órgão de direito privado.

PROVAS NO CRM - Nas oitivas realizadas na sede do CRM foi afirmado pelo tal diretor-técnico que o paciente realmente foi visto no Hospital da Vida com a irmã entre janeiro a abril de 2015 com surtos psiquiátricos ocasionados pelo possível consumo de álcool e drogas, e o clínico-geral apenas preencheu a guia de encaminhamento a internação para as psiquiatrias do Hospital Universitário ou Nosso Lar de Campo Grande por uma mera formalidade, tudo normal, sem ver o paciente fisicamente para elaborar o diagnóstico, dadas as dificuldades de estrutura da rede pública. Se a moda pegar!

JESUS DA GOIABEIRA - Outro agravante é que no ano passado o médico e ex-prefeito acusado desta fraude, recorreu a milagres como os feitos pela ministra Damares Alves que acredita em Cristo na goiabeira, arrolando como testemunha de defesa uma ex-diretora-social que era lotada em cargo de confiança (assessora para assuntos aleatórios) no gabinete do paço municipal e tinha até dedicação exclusiva! A mesma também prestou depoimento isentando o acusado de fornecer documentos falsos, comentando assuntos específicos da gestão hospitalar que competem a Prefeitura sem autorização da chefia-imediata, e mais grave, a depoente não tinha mais vínculos com a Administração, pois foi demitida da função em fevereiro de 2017! Uai!

DEPOIMENTOS SIMULADOS – Os defensores esqueceram que nos autos foram anexadas como provas ofícios assinados pelo então secretário de saúde Sebastião Nogueira, o então diretor-presidente do Hospital da Vida Fábio Judacewski, e a diretoria do Núcleo de Psiquiatria do Hospital Universitário de Dourados, onde estes afirmaram categoricamente que o paciente em questão nunca fez atendimento sistematizado nos CAPs AD, Posto de Saúde, Urgência, Trauma e áreas afins, encaminhando cópias integrais dos prontuários médicos na comprovação dos fatos. Lascou!

PROVAS NO CRM 2 –O problema é que o médico disse na sua defesa escrita através de advogados que o paciente é conhecido por vários profissionais no pronto socorrodesde quando o Hospital Evangélico mantinha convênio com o Sistema Único de Saúde até 2007, mas não anexou nos autos provas das suas afirmações, apenas preencheu a guia baseado no depoimento oral da curadora e antigos atestadosdesatualizados.

BERE DO DST - No entanto, a atual secretária de saúde Berenice Machado, em 2016 era a então presidente do Conselho Municipal de Saúde de Dourados e recebeu por escrito as referidas denúncias contra o médico-ex-prefeito! Mesmo não sendo atribuição do órgãocolegiado fiscalizar a rotina administrativa internado da Fundação de Saúde, a “Bere do DST” deu andamento ao enunciado, e sempre se posicionou contrária ao assistencialismo feito no Departamento de Acolhimento no Hospital da Vida sem as triagens conforme normativas da Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS), epresença no setor de supostas assistentes sociais lotadas em cargo de confiança e até estagiárias, que não possuíam registro no Conselhos Regional e Federal de Serviço Social (CFESS e o CRESS-MS).

ATESTADO POR CENHÃO – Urubu malandro ainda completou que as referidas servidoras comissionadas até janeiro de 2017 tinham acessos aos prontuários, revelando várias sigilo médicos a familiares e terceiros sem autorização dos pacientes, inclusive havendo denúncias de que eram fornecidos atestados médicos onde usuárias simulavam problemas ortopédicos em joelho, para evitar as filas na Penitenciária Estadual de Dourados (PED) em visita ao cônjuge! Segundo a denúncia que depende de comprovações, os documentos falsos eram comercializados pelas marajás da municipalidade no valor unitário de R$ 100 reais, e não era necessária a presença do paciente na consulta. É mole ou é duro?

PERCA DE REGISTRO CRM - O processo cujo relatório final já foi apresentado pelo relator deverá ser votado no plenário do Conselho ainda em 2019, onde os membros poderão opinar pelo arquivamento ou punição do profissional, cujas sanções vão desde advertência e cancelamento do registro médico!

TITIRICA ZERO DOIS - O Ministério Público investiga dois servidores de Casa Legislativa interiorana que são lotados em gabinetes parlamentares por falsificação de documento público!

MARAJÁ FALSO - Os investigados anexaram em ficha funcional e proveram cargo comissionado com atestado escolar falso, simulando possuir ensino médio completo, quando na verdade são analfabetos-funcionais! Duas escolas já encaminharam respostas na contramão da autenticidade dos documentos! Etanóis!

TIRIRICA ZERO UM – O dinâmico promotor e xerife Marcos Alex de Campo Grande quer saber como um ex-secretário municipal e ex-gerente de núcleo de prefeitura do interior foram nomeados no governo estadual com atestados escolares falsos, onde duas Secretarias de Educação já foram notificadas a se explicar e negaram a autoria dos matérias!

ZAUITH CÉTICO – É discreto que o governador interino e secretário de infraestrutura Murilo Zauith(DEM) já recebeu informações de várias corujas-telegráficas para cortar contratos da bondade com prestações de serviços em tapa-buracos e áreas afins! No mesmo ritmo está o diretor-presidente da Sanesul Walter Carneiro Junior, que sem querer querendo já tirou a mamadeira até de lava-rápido conveniado, com cera e sabão norte-americanizados até demais!

NÃO ME COMPETE - O deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM) líder do governo na Assembleia Legislativa com mestrado em direito constitucional é professor assistente concursado na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), mas apesar de nãoser sua atribuição legal, continua em silencio acerca dos dilemas vivenciados pelos acadêmicos e servidores federais com a nomeação de Mirlene Ferreira Macedo Damázio como reitora pró-tempore. Com a UFGD o Estado através da Secretaria de Assistência Social possui convênios do Vale Universidade e Vale Universidade Indígena e várias parcerias.

GUARDA MIRIM SEM SEDE - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ainda não deu sinais de liberar as emendas impositivas dos deputados estaduais relativas ao exercício 2018 do Orçamento Estadual. A Guarda Mirim de Dourados por exemplo aguarda ansiosa a liberação do deputado Barbosinha (DEM) no valor de R$ 314 mil para reforma na sua sede no bairro João Paulo II, o imóvel foi cedido em comodato pela prefeita Délia Razuk, onde o ex-secretário de obras Tahan Sales Mustafá atuou com Jorge Torraca na elaboração dos memoriais do projeto técnico!

ASSESSOR CONDENADO - Um assessor parlamentar que é ex-servidor do Detran de Dourados que adora puxar as capivaras dos veículos com senhas de parentescos efetivos, agora foi condenado pelo juiz Rubens Witzel Filho a pagar R$ 5 mil de indenização por dano moral e material a uma moradora do bairro Terra Roxa!

ASSESSOR CONDENADO 2 - Em 2017, o denunciado que não fez defesa no processo foi julgado à revelia por se esconder de intimações dos oficiais de justiça, sendo acusado de esparramar prints nas redes sociais dando conta que a jovem estava fazendo sexo oral com o namorado dentro de um carro na região central, mas as imagens veiculadas na época era de uma moradora de Itaporã!

OLAVO PREFEITO - O vereador Olavo Sul (PEN) está sendo sondado após simulações internas de instituto de pesquisas, cujos índices animadores serão divulgados oportunamente, como virtual pré-candidato a prefeito de Dourados a ser convidado a integrar o PSL, que indicaria um empresário com pouca densidade como o seu vice!

PSL SEM DENSIDADE - Tudo em função de limitações dos devotos ao presidente Bolsonaro decolar suas ideologiasna periferia formada pelas classes C e D, onde o vereador Olavo desenvolve forte trabalho social como vice-presidente da Associação Moradores da Vila São Pedro e servidor público, indiretamente com estandarte da segurança pública, pois é guarda municipal do primeiro concurso de 1995.



Por: Jeferson Bezerra
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados