Terça, 10 de Dezembro de 2019
OUSADIA
Homem é preso em sede do Detran ao tentar transferir carro de luxo locado
via Redação MGS News em 29/07/2019
Um homem de 42 anos foi preso nesta segunda-feira, dia 29 de julho, tentando transferir para o nome dele a documentação de um carro de luxo, na agência do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), da cidade de Costa Rica, na região Sul do estado. De acordo com a polícia, o suspeito é integrante de uma quadrilha que locou o automóvel em uma empresa locadora de veículo no dia 13 de julho, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Conforme o delegado Alexandro Mendes, o homem estava com documentos falsos, que seriam utilizados para realização do processo de transferência, momento que foi abordado por policiais e constatado que o suspeito não possuía autorização de venda do veículo.

De acordo com o delegado, a quadrilha que age nos estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul, é especialista em locar automóveis, fraudar documentos de compra e venda e comercializar os veículos: “Tem os responsáveis pelo preenchimento e autentificação do Certificado de Registro do Veículo (CRV) em cartório, os que fazem transferência e os responsáveis por vender o veículo a terceiras pessoas”, explicou.

Segundo a polícia, com o homem foi apreendido um carro de luxo e o comparsa conseguiu fugir com outro automóvel locado que segundo o delegado, eles pretendiam passar ainda nesta segunda-feira a documentação dos veículos para o nome deles.

Em depoimento, de início, o suspeito informou que teria comprado o carro em um feirão de Goiânia (GO) pelo valor de R$ 80 mil. Depois, confessou o plano e disse que o carro teria sido locado em Guarulhos (SP). O homem também relatou que o preenchimento dos CRVs dos dois carros foram realizados nas cidades de Goiânia e Rio Verde de Goiás e a transferência, pretendia ser feita em Costa Rica.

Conforme o delegado, o suspeito vai responder pelos crimes de organização criminosa, furto qualificado pela fraude, falsificação de documento particular e estelionato. Até a publicação da matéria, o suspeito e nem o outro veículo de luxo haviam sido localizados.

Por: REDAÇÃO

Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados