Segunda, 14 de Outubro de 2019
Dourados
Jorge Paredes encaminha a Barbosinha e Trad pedidos de aldeia e região Leste de Dourados
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 11/07/2019

O comerciante Jorge Paredes juntamente com os moradores do Grande Maracanã estão elaborando um abaixo-assinado visando coletar até 10 mil assinaturas, o documento será entregue em setembro ao govenador Reinaldo Azambuja (PSDB), ao deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM), ao deputado federal Beto Pereira (PSDB-MS) e ao senador da república Nelson Trad Filho (PSD-MS). No material as lideranças estão solicitando a articulação de recursos federais na melhoria da infraestrutura (recapeamento) para contemplar a pavimentação deteriorada de nove bairros da Região Leste de Dourados, esta formada pelos bairros Canaâ 1, Jardins Maipu, Guanabara, Jardim Leste, Maracanã, Santa Maria e os conjuntos Morumbi/Maracanã e Estrela Pirã.

Segundo Jorge Paredes nos noves bairros citados residem dezenas de famílias e milhares de pessoas. Elas apontam que as inúmeras cobranças feitas até agora não encontram respaldo. “Há muito solicitamos ajuda de vereadores, prefeitos, deputados e não fomos atendidos”, reclama.

Para tanto, Paredes sugere a elaboração de projeto arquitetônico a ser cadastrado pelo Governo do Estado no Portal de Convênios/SINCOV do Governo Federal em Brasilia, buscando viabilizar recursos via emendas parlamentares federais e contrapartidas afins no recapeamento geral das ruas dos bairros citados, além do asfaltamento e drenagens nas ruas suplementares faltantes.

Foi pontuado ainda que o benefício seja estendido também para pavimentação asfáltica e/ou complementação nos jardins Carisma, Pelicano e Caimam. Jorge Paredes ressalta que lutará para os recursos serem rubricados já nos orçamentos da União e do Estado de 2019/2020.

Outra bandeira adotada por Jorge Paredes que é indígena nascido na Aldeia Jaguapiru e Bororó de Dourados, que mesmo morando na cidade desde 1982, jamais esqueceu os seus patrícios, e assim estará organizando um abaixo-assinado específico com as lideranças locais buscando encaminhar ao presidente da Federação das Industrias de Mato Grosso do Sul (FIEMS) Sérgio Logen, contendo o pedido de construção da sede própria do Sistema “S” em área institucional da aldeia a ser escolhida, sendo o projeto nos moldes do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) ou Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial).

Serão ainda articulados a implantação de cursos específicos, mas direcionados exclusivamente a formação profissional dos indios que concluem o ensino médio e precisam trabalhar no financiamento dos estudos nas Universidades (UEMS, Unigran, Anhanguera e UFGD), muitas vezes dependendo de bolsas, pois em grande parte não possuem condições de financiar a alimentação e transporte, sendo que essa ação se for idealizada, vai emancipar de fato e de direito os referidos trabalhadores.


Por: Jeferson Bezerra
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados