Terça, 18 de Junho de 2019
GOVERNO MS
Reinaldo empossa subsecretário tendo Conselho de Juventude desativado há quatro anos
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 21/03/2019

O jovem de 24 anos Ian Odara Leal que é da União Estadual dos Escoteiros (UEB-MS) assume hoje como subsecretário de estado da Juventude de Mato Grosso do Sul (SUBJUV), órgão subordinado a Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica. Ele pertence ao Diretório da Juventude do PSDB-MS na ala do chefe de gabinete da governadoria Carlo Alberto Assis.

Antes ligada a pastas da assistência social e cultura, a subsecretaria que existe desde 2015 acumula uma série de pendências deixadas pelo antigo titular Thiago Freitas, ex-candidato a senador pelo PPL que pertence ao grupo da ex-vice-governadora e atual deputada federal Rose Modesto.

Somente o Conselho Estadual da Juventude está há quatro anos desativado, este em 2016 passou pela intervenção do Ministério Público ocasionando a renúncia do seu então presidente deputado estadual Márcio Fernandes (MDB), teve a sua lei alterada em dezembro de 2018 pela Assembleia Legislativa, ainda foram criados o Fundo Estadual da Juventude que carece do decreto de regulamentação a ser editado pelo governador Reinaldo Azambuja, bem como o Plano Estadual de Juventude.

Outro projeto abandonado pelo Governo do Estado foi a plataforma “estação juventude móvel” que beneficiaria as cidades de Campo Grande e Dourados, ambas estão no mapa da violência em especial contra a juventude negra. Ele foi idealizado ainda na gestão de Rose Modesto como secretária estadual de assistência social, com um convênio assinado na Secretaria Nacional da Juventude implantando esta ação que consiste na aquisição de um micro-ônibus(foto), equipado com oficinas que deveriam atender jovens entre 15 e 29 com projetos de dança, artes marciais e empreendedorismo. O veículo em 2015 teve seu convênio transferido para a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e da Cidadania, mas encontra-se parado no pátio da antiga secretaria de estado de cultura no Parque dos Poderes, haja vista a falta e recursos para a sua implantação.

Enquanto isso, segundo o Governo Federal, em 2018 dos quase 60 mil homicídios que ocorrem anualmente no país, 54,1% têm por vítimas pessoas de 15 a 29 anos. Dessas, 71% são negros ou negras, é inadmissível que, a cada 23 minutos, um jovem negro seja assassinado no Brasil.

Por: Jeferson Bezerra
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados - 1 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0