Terça, 19 de Marco de 2019
Dourados
Dourados terá protesto contra a Reforma da Previdência no dia 22
Imagem: ASSESSORIA
Publicado em 15/03/2019

Trabalhadores em educação de Dourados aprovaram, durante assembleia no Simted na tarde desta quinta-feira (14), adesão à Paralisação Nacional contra a "Reforma da Previdência", convocada pelas centrais sindicais.

Na próxima sexta-feira, dia 22 de março, várias categorias umeúnem em manifestação, a partir das 8 horas, na Praça Antônio João.

Na avaliação da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), "a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019) da reforma entregue pela equipe do presidente Jair Bolsonaro dificulta o acesso e reduz o valor dos benefícios ao estabelecer a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos para os homens, 62 para as mulheres e aumenta o tempo de contribuição.

Para os professores e as professoras em efetivo exercício na educação básica as regras para os futuros docentes (redes públicas e privada) exigirão 60 anos de idade e 30 anos de contribuição, para ambos os sexos.

Já a regra de transição para os/as atuais professores/as do nível básico em efetivo exercício foi piorada, exigindo-se, por exemplo, no caso dos servidores públicos, a idade mínima de 60 anos (ambos os sexos) para se obter a integralidade dos proventos, aos que ingressaram até 31 de dezembro de 2003.

Além de Dourados, em Campo Grande os trabalhadores realizarão ato na Praça do Rádio Clube, às 9 horas.

Por: DOURADOSNEWS
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados - 1 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0