Segunda, 25 de Janeiro de 2021
Alms
Neighbor Hero, game para combater o Aedes Aegypti, é lançado na ALEMS
Imagem: Assessoria
Publicado em 27/11/2020

Uma das ações previstas pela Frente Parlamentar de Enfrentamento à Tríplice Epidemia (dengue, chikungunya e zika) foi realizada nesta manhã (27), o lançamento do jogo Neighbor Hero. A live foi conduzida do Plenário Júlio Maia, pelo coordenador do grupo de trabalho, deputado Renato Câmara (MDB), e membros que integram a Frente Parlamentar. Também participaram representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), da Secretaria de Estado de Saúde (SES), da Secretaria de Estado de Educação (SED), entre outros envolvidos no combate à triplice epidemia.

Renato Câmara explicou que a previsão é que o jogo seja distribuído em laboratórios de informáticas e lojas digitais após o lançamento. “Divulguem esse game entre as crianças, jovens, filhos, amigos e parentes. Esta é uma ação importante, que com a criação já feita, passamos a divulgação, parte importante do projeto que precisa ser feita com as parcerias com o Executivo, para levar até as escolas, aos professores, salas de tecnologias das escolas, e alunos. As campanhas de divulgações são importantes, e a Frente Parlamentar estará acompanhando todo o processo”, destacou.

Câmara ainda agradeceu o esforço coletivo em nome de todos os parlamentares e instituições que compõem a Frente Parlamentar. “Essa Frente Parlamentar nasceu da vontade de superar o controle das arboviroses em nosso Estado. E isso é uma responsabilidade de todos nós. Precisamos compreender tudo isso, e apresentar caminhos para liderar essas mudanças. Este jogo reconhecido cientificamente é educativo, objetivo e pretende mudar o comportamento de crianças e jovens para conhecerem e fazerem a prevenção em suas casas, além de disseminarem o conhecimento entre os amigos e a família”, relatou.

Na apresentação do game, Yuri Karan explica que ideia é fazer do jogador um agente ativo do ambiente ao seu redor. "Ele será um dos responsáveis pela melhoria do bairro onde mora. Na fase inicial, o jogador coleta itens recicláveis e os entrega ao centro de reciclagens, acabando com focos de dengue e contribuindo para o melhor uso dos recursos naturais. Com isso, o jogador estará trabalhando com o conceito de que a saúde animal, humana e ambiental estão interligadas”, afirmou.


ALEMS reconhece o trabalho da Fiocruz em prol do cidadão sul-mato-grossense

A diretora da Fiocruz em Mato Grosso do Sul, Gislaine Guilhermino, que recebeu moção de congratulação da Assembleia Legislativa, pelos 120 de trabalhos prestados pela fundação, ressaltou a importância da Frente Parlamentar coordenada por Renato Câmara. “Agrega mais de 30 instituições, uma saída mágica, pois a ação isolada não daria conta de atender os desafios das doenças transmitidas por vetores, já que englobam questões de saneamento básico, descarte de resíduos, drenagem de águas das chuvas, entres outras. A Casa de Leis dispõe das ferramentas legais para que possamos aprimorar essas políticas. E aqui é o espaço adequado para o debate com o Executivo, sociedade civil e interessados. A Fiocruz de Mato Grosso do Sul tem diversas iniciativas controle de doenças endêmicas, e 2020 reforçou seu compromisso como Sistema Único de Saúde [Sus], e só nos traz orgulho, assim como toda a sociedade nestes 120 anos de existência”, declarou.

A reitora do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), campus Dourados, Elaine Borges Ribeiro Cassiano, agradeceu a todos que tanto se empenharam para que este game fosse concluído. “A pesquisa e parceria da Fiocruz foram fundamentais para a gente os resultados trazidos hoje. Para nós motivo de muito orgulho e honra sermos parceiros da Fiocruz, são12 anos de IFMS com mais de um século da Fundação Osvaldo Cruz. Esta entrega de hoje é de muito esforço e dedicação de todos os estudantes e servidores do campus Dourados que contribuíram direta ou indiretamente. Uma ferramenta pedagógica para alcançar a nova geração. Parabenizo toda a nossa equipe que integra uma instituição pública gratuita, e de qualidade, onde é produzido ciência por meio de pesquisa e evidências”, informou.

Christine Maymone, secretária-adjunta de Estado de Saúde, acredita que todos os poderes devem estar engajados em um novo movimento. “Infelizmente quem está ganhando a guerra é o Aedes Aegypti. Foram 42 mortes este ano. Só temos ganhos nós últimos tempos, por ter aprendido a trabalhar em rede, e sempre com bases em pesquisas e evidências científicas. Agradeço a Fiocruz pelo que representa a todo estado de Mato Grosso do Sul, e a todas as instituições participantes da Frente Parlamentar, em especial ao Instituto Federal, desenvolvedor do jogo. O diálogo será permanente com a Secretaria de Estado de Saúde”, frisou.

O superintendente de Planejamento e Apoio Institucional da Secretaria de Estado de Educação (SED), Paulo Cezar Rodrigues dos Santos, enfatizou a importância da pesquisa e ciência, presentes na Educação. “Por conta deste ano atípico, os professores tiveram que trazer a tecnologia para a realidade. O jogo é fundamental, parabenizo os desenvolvedores de algo que é prática da Educação, pois a gamenização traz inúmeras possibilidades. Quando o jovem é colocado numa proposta desafiadora, ele consegue levar essa prática a sua realidade. Me comprometo a fazer chegar em todas as escolas e incentivar o nossos alunos. Que possamos leva isso Às escolas particulares e a todos os secretários de educação Brasil afora, junto a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação [Undime]”, declarou.

O vice-presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz, Marcos Menezes, explicou que o combate ao vetor é uma questão fundamental de saúde pública. “Discussão que passa por diversas áreas, o Brasil é plural, com grande desigualdade social. Este ano de pandemia tem revelado isso. O olhar para essa questão das arboviroses é essencial agora, um grande desafio para as políticas públicas. O lançamento deste grame traz uma discussão pertinente e muito importante”, declarou.

Ana Teresa Acatuassú Venancio, do programa de pós graduação em ciências e saúde da Fiocruz, falou da elaboração do produto. “Quando iniciamos as tratativas de desenvolver esse game por em 2017, percebemos que era necessária uma ferramenta tecnológica digital inclusiva para que as crianças e os adolescentes começassem a ter essa sensibilização, essa educação. Trouxemos esta questão à Frente Parlamentar e tivemos total apoio dos membros. Estou muito feliz e emocionada, é realização de um sonho, após apenas dois anos, e que vai participar da formação do cidadão”, disse.

Composição

A Frente Parlamentar de Enfrentamento à Tríplice Epidemia (Dengue, Chikungunya e Zika) é composta por Antônio Vaz (Republicanos), Cabo Almi (PT), Capitão Contar (PSL), Coronel David (Sem Partido), Evander Vendramini (PP), Felipe Orro (PSDB), Gerson Claro (PP), Herculano Borges (SD), João Henrique (PL), Lidio Lopes (PATRI), Lucas de Lima (Solidariedade), Marçal Filho (PSDB), Marcio Fernandes (MDB), Neno Razuk (PTB), Paulo Corrêa (PSDB), Pedro Kemp (PT) e Professor Rinaldo (PSDB). Para saber mais sobre o jogo, confira o seu vídeo de lançamento, no Youtube.



Por: ASSESORIA
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2021 © Todos os direitos reservados